terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Paraíso Fiscal

O poema é meu paraíso fiscal
Escrevo sem machucar ninguém
E vivo como se não tivesse acontecido nada.

Ser Filho

''Ser filho não é fácil! Na sua infância você viu os seus pais beberem e dirigirem e nunca pode achar errado. Viu seus pais fumaram e é muito criticado se você se tornou um fumante.Você foi ensinado a respeitar os outros e a pensar com a própria cabeça mas te julgam e acham inadmissível que você não siga mais a religião que eles fizeram você fazer parte. Te criam para saber amar o próximo e não julgar os outros mas querem escolher sua namorada e acham ruim quando ela não segue os padrões que eles esperavam. Você é cobrado e julgado por cada erro e muitas das suas vitórias e qualidades são deixadas de lado,aguardando um reconhecimento e/ou elogio. Ser filho é seguir regras nem sempre certas e justas feitas pelos pais que muitas vezes erram mas não assumem, machucam mas não pedem desculpas. Ser filho é saber que nem sempre se pode contar com os pais como amigos porque eles não entenderiam ou te julgariam pelo o que você disser. Ser filho é deixar de lado coisas que você gostaria de fazer pra não magoar seus pais. É saber de coisas e ficar calado. É as vezes dizer o que pensa e acharem que você está sendo ingrato por isso. É saber que seus pais não são perfeitos e erram, mesmo que eles não admitam isso. Ser pai e mãe é muito difícil, mas te digo, ser filho também!''
Guilherme Sant'Anna






sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Quem Me Amou Sabe


Quem me amou sabe
Que os dias são curtos
E as madrugadas se arrastam

Quem me amou sabe
Que sou muito forte
E sou muito frágil

Quem me amou sabe
Que o meu maior defeito
É amar com tudo que tem direito

Quem me amou sabe
Ah quem me amou
Não sei se foi de verdade
Mas quem me amou sabe.

Confissões

Sou sincero
Sou puro
E te confeço

Que amei
Ainda amo
E chorei

Por onde andei
O amor eu levei
E de amor viverei.

sábado, 19 de novembro de 2011

Fantasma

Por mim ela não suspira
Em outro homem ela pensa
Como uma flecha lançada
No coração da minha alma


E mesmo com vontade de parar e não fazer mais nada
Sou obrigado a viver mais um dia de pura ilusão
Fazendo aquela cara de sempre
De quem não sente, não sofre


Até que um dia a memoria esqueça
E o coração já anestesiado de tanta dor
Pare de sentir,e assim continue vivendo
Como se tivesse perdido a alma
Como se fosse um fantasma.

Lar

Não sei aonde é a minha casa
Não consigo achar
Já procurei nos quatro cantos
Do Rio ao Amapá


Não sosseguei
Continuo procurando
Vai que um dia eu descanso
No coração de quem esta me amando.







Falta

O que falta na minha vida
é ter você na minha rotina
acordar e durmir do seu lado.




cozinhar e lavar juntos os pratos.

Bons Sonhos

Bons sonhos são sonhos com você
Mas como isso é um raro presente que eu tenho
Por não lembrar muito dos meus sonhos
Eu me contento em fechar os olhos e te ver.





terça-feira, 8 de novembro de 2011

Brincadeira de Poeta

Malditos sejam meus versos
Que consomem minha alma
Em dias negros e chuvosos
Mas que desaparecem na subida


No alto elas voltam
Com cliches,rimas e rosas
Logo se escondem
Quando a euforia e o amor somem


Nessa brincadeira de poeta
Sou mais que um escritor
Sou um atleta.

Renova

Tudo se renova
Do mais puro sorriso
A mais pura lágrima.

Despido

Quem sabe
Devo ser
Vai saber
Ou entender


Grande poeta
Estou mais para pateta
Me despindo
Despedindo.

A Cura

Quero ser a cura do cancer
Quero chegar em um lugar onde ninguém me alcance
Ser alguém que te faz sorrir e chorar
Ser mais imenso que o céu e o mar


Uma estrela é pouco
Quero ser uma constelação
E poder te amar tanto
Com toda minha paixão


Porque meu coração 
É pura alucinação.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Felicidade Plena

Há um tempo atrás
Eu só me sentua feliz de verdade
Quando os outros percebiam
A minha felicidade

Hoje não,sou o oposto
A felicidade por si só me basta

Tenho um amor no meu peito
Uma familia no meu leito
Não tenho problemas com dinheiro

Alimento alguns vícios
Escrevo minhas poesias
E ainda me sobra um tempo

É com essa felicidade
Que me contento.

Visita Surpresa

Te amo, amo muito
Não esquece disso nem por um segundo

O céu deveria chover
Porque as estrelas sabem o quanto
estou triste por estar longe de você

Tive que fazer essa loucura pra te ver
Porque seria mais loucura tentar esquecer
A saudade que sinto de você.

Palha

Palha que queima sozinha
Se sento só
Porque palha que queima sozinha
Não é fogueira, é uma palha só

Palha sozinha
Se queima com o próprio fogo
Palha na fogueira não
Se queima com o fogo do outro.

sábado, 29 de outubro de 2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Chão


Estou inquieto,impaciente
Até o homem mais distraído
Enxergaria isso na minha mente


Estou distante
Assim como a ciência está para religião
Meus pés estão distantes do chão.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Anel

Coloquei um anel 
no dedo dela
Mostrei que era pra valer
que sem ela não pode ser


        II


De joelhos fiz o pedido
ao pé da cama
com o braço estendido
prova verdadeira de quem ama.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Pedaços

Ô lua,me abandonastes?
Sei que estais aí
Não se esqueça de mim
Minha alma te adorastes


Até o dia que partistes
E assim partires
Meu coração em partes
Em pedaços sem encaixes.

Mundo Doido

Que mundo doido
Até ontem eu era completamente louco
Espalhado pelo meu corpo todo
Um maluco de um mundo novo


Que mundo doido
Hoje estão de olho
Nesse cara louco
Porque tudo que ele faz é novo.

Estou Feliz

Estou feliz
E isso me preocupa
Porque sei que felicidade
Essa nunca dura.

sábado, 22 de outubro de 2011

Obra Prima

Confesso que minha obra prima
é aquela que ainda não escrevi
é a que mais transcreve as falas da minha essencia
traduz todas as batidas do meu coração


Assim como a minha melhor idéia
foi a que ainda não tive
a que vai acalmar meus anseios
e tranquilizar minhas necessidades.

Pipa

Voe pipa
e me diga
se é legal voar


Se as nuvens são de algodão
Se é bonito ver o chão
Se as estrelas você pode tocar.

Escorrega

Minha filha adora o escorrega
Ela sobe e desce
E em cada subida
Uma ruga em mim aparecia


Fico olhando preocupado
Será que ela vai cair?
E se ela pisar errado?
Deixa ela ser feliz


Deixa ela ser feliz

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Lápis de Cor

Sou apaixonado pela poesia
Sem ela não vejo mais graça na vida
O amor perde sua essência  
O mundo vira uma grande demência


A poesia é o lápis de cor
Colore a vida por inteiro
Da asas ao amor.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Poeta

Sou um poeta qualquer
Meu nome nunca será citado
Meus poemas nunca serão lembrados
Meu rosto não será fotografado


Viverei no beco da escuridão
Sustentarei minhas idéias famintas
E alimentarei meus sentimentos verdadeiros


Porque meu corpo
É mera criação
Mas minha alma
Ah, essa sim
Não viverá em vão.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Lua


Me diz o que é difícil
Que eu vou te mostrar
Como é fácil
Assim como voar


Me fala uma loucura
Que eu te levo até a lua
Porque é fácil assim
Com você perto de mim.

Shhh


De longe se consegue ouvir
O som do silêncio
Que vive a repetir


Shhhhh


Preste atenção em cada palavra
Cada uma tem sua importância
Algumas são tristes e outras de esperança


Shhhhh


Consegues ouvir?
As palavras dançando no vento
Piruetas completamente calculadas
Que susurram nas manhas e berram nas madrugadas


Consegues ouvir?

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Obra Da Vida

Estou afogado no tédio
Mundo preto e branco
Tudo sem graça
Rotina uma desgraça


Vozes aleatorias não chamam a atenção
Movimentos planejados não são ousados
A escrita programada já foi antes 


estudada ou falada


Só resta a boa e velha poesia
verdadeira obra da vida.

Minas Gerais

Minas faz parte de mim
Longe daqui 
Sinto um imenso vazio sem fim


Lágrimas de saudade
Por aqui derramo
É o lugar que amo


A infância feliz 
O sotaque sem x
Tudo isso faz parte de mim


Meu coração aperta
Toda vez que deixo minha terra


É inexplicável o orgulho que tenho desde neném 
De carregar no peito a frase
Libertas Quæ Sera Tamem.

domingo, 16 de outubro de 2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Quem É Normal?

Afinal, quem é normal?
Aquele que pensa em si mesmo e em mais ninguém
Vive por sua ganancia e nada alem
Ou aquele que divide o que tem
E é tachado de idiota por fazer o bem
Nesse mundo confuso, quem é quem?






Azul

Todos os tons de azul
No céu eu já vi nascer
Por não conseguir dormir
Só pensando em você.

A Vida É Curta

A vida é curta demais
Quando você se der conta disso
Será tarde para voltar atrás. 



A Mais Bela Flor

Um alguém andou pela floresta
A procura da mais bela flor
Mas não encontrou
Escondida ela estava atrás de uma pedra


Um dia ela cresceu
E esse certo alguém conseguiu ver
Mas não pode tocar


Por mais bonita e perfeita que ela seja
Será sempre apenas uma flor
E o certo alguém
Alguém.